F+S+T=X: uma fórmula de exposição com três artistas no Braço de Prata

Como representar o regresso ao atelier e ao trabalho após o confinamento? A exposição F+S+T=X resulta de obras de Fernão Cruz, Sara Mealha e Thomas Langley sobre esta nova realidade, mas os artistas exploram também os atributos arquitectónicos do espaço que lhes serve de cenário, no Braço de Prata, em Marvila. A exposição, que está patente no Prata Riverside Village, entre 17 de julho e 1 de setembro, é promovida pela plataforma P’la Arte, em parceria com a VIC Properties, que cedeu o espaço.

Fernão Cruz, Sara Mealha e Thomas Langley dão nome à própria exposição, através das iniciais dos seus nomes. Como o próprio título indica, o resultado é muito mais do que uma mostra ou soma de exposições individuais. São várias abordagens artísticas da realidade que se viveu, com recurso a antigos e novos trabalhos.

Fernão Cruz, 24 anos, usa a pintura, a escultura e o desenho para transformar a arte. É licenciado em Pintura pela FBAUL, estudou e trabalhou em Barcelona e fez uma residência artística na China, em 2017, ano em que venceu o prémio nacional Arte Jovem. Com a mesma idade e também licenciada em Pintura pela FBAUL, Sara Mealha tem exposto regularmente desde 2016, com o propósito de criar imagens, independentemente dos meios e formatos. Esta abordagem interdisciplinar está incluída em todo o trabalho de Thomas Langley, 34 anos, que se inspira na cultura urbana e no imaginário infantil para questionar a própria natureza da arte. Formou-se na Royal Academy Schools London, mas vive e trabalha em Lisboa.

F+S+T=X

  • 17 de julho a 1 de setembro de 2020, de quinta-feira a domingo, entre as 15h e as 19h.
  • Prata Riverside Village, Braço de Prata, Marvila (como chegar)
  • Entrada livre
  • Cumprimento de todas as regras da DGS

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *